Últimas Notícias

Santuário

Estado

Nacional

Conab envia 59 mil toneladas de milho para Norte e Nordeste

 Publicado em 04/05/2017 às 14:30
Foto: Ana Nascimento/MDSA
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) enviará mais de 59 mil toneladas de milho em grãos dos estoques públicos para municípios do Norte e Nordeste. O transporte foi negociado por meio de leilão realizado nesta quarta-feira (3) e garantirá milho para pequenos criadores atendidos pelo Programa de Vendas em Balcão (ProVB).

O programa permite a compra de produtos dos estoques públicos sem intermediários. O milho a ser removido está estocado em Mato Grosso e terá como destino municípios de diversos estados.
No Acre, Rio Branco integra a lista (400 t). Na Bahia, Entre Rios (1 mil t), Itaberaba (1 mil t), Ribeira do Pombal (2,1 mil t), Irecê (3,8 mil t) e Santa Maria da Vitória (150 t). No Ceará, Icó (3 mil t), Iguatu (3 mil t), Crateús (3 mil t), Senador Pompeu (2 mil t), Maracanaú (3 mil t), Russas (1,5 mil t) e Juazeiro do Norte (3 mil t). No Maranhão, Imperatriz (2 mil t) e São Luís (1,2 mil t). Na Paraíba: João Pessoa (2 mil t). Em Pernambuco, Arcoverde (2 mil t) e Recife (4 mil t). No Rio Grande do Norte, Natal (5 mil t), Açú (2,5 mil t), Mossoró (2 mil t), Caicó (2 mil t), Currais Novos (2,5 mil t), João Câmara (2,5 mil t) e Umarizal (1,8 mil t). Em Rondônia, Cacoal (500 t) e Porto Velho (500 t). Em Sergipe, Itabaiana (1,5 mil t). Em Tocantins, Araguaína (500 t).

O produto será ofertado com subvenção, pelo valor de R$ 33 a saca de 60 kg, autorizado pelo Conselho Interministerial de Estoques Públicos (Ciep). De acordo com a Portaria Interministerial nº 780, publicada no Diário Oficial da União do dia 7 de abril, os criadores inscritos no programa poderão adquirir até 10 toneladas de milho por mês, limitadas ao consumo de seu plantel, até dia 31 de dezembro. Para aquisição, é necessário registro prévio no Cadastro Técnico do Programa de Vendas em Balcão da Conab e a apresentação da documentação solicitada.

O leilão também contratou o envio de 500 toneladas de milho em grãos para a cidade do Rio de Janeiro. Para o Sudeste, no entanto, não se aplica a subvenção prevista na Portaria Nº 780 e o preço da saca de 60 kg é calculado quinzenalmente com referência no mercado atacadista local, com limite por criador de 14 toneladas ao mês.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Conab
 
Copyright © 2011 - 2016 Canindé On-line - Nosso Foco é Política
Grupo Canindé de Comunicação - GCCOM