Clientes da caixa vivem horas de transtornos e aborrecimentos em Canindé

Por Canindé Online 09/07/2018 - 23:12 hs

Desde da última quinta-feira (05) clientes da Agência da Caixa Econômica Federal de Canindé estão reclamando da inoperância de alguns serviços, como extrato, pagamentos, transferência e depósito. De acordo com os próprios usuários do banco, o motivo de tanto descaso é simplesmente a falta de papel nos caixas eletrônicos. Ontem, segunda-feira (09) a reportagem esteve na agência e viu de perto a dificuldade de quem tentou usar o autoatendimento.  

Opção como saldo e extratos, pagamentos, transferência e depósito não era permitida em cinco dos oito caixas eletrônicos existentes na única agência da Caixa na cidade. Outros dois terminais estavam desligados. Apenas um caixa estava funcionando com todos os serviços até o final da noite desta segunda, mas para conseguir realizar uma operação o cliente tinha que ficar em média de duas há três horas na fila.

Foi uma segunda de muita chateação para o aposentado Raimundo Lopes, que não conseguiu tirar o extrato da sua conta. "Isso é um desrespeito com o a gente que pagamos taxas exorbitante para receber um serviços de péssima qualidade" lamenta o aposentado. 

Servidores da prefeitura que também estiveram na agência demonstraram insatisfação com o serviço encontrado. "Sou professora e todo mês esse dilema para receber meu salário", disse Maria das Dores. 

Apesar de ter dinheiro nas máquinas de autoatendimento, os clientes não saíram nada satisfeito com o serviço prestado pela agência. 

Nossa reportagem procurou a Assessoria de Comunicação da Caixa e aguarda resposta.