Prefeitura de Canindé não pagou por premiação mostra portal da transparência

Prefeitura de Canindé não pagou por premiação mostra portal da transparência

Rozário Ximenes divulgou uma nota e diz que vai entrar com uma ação de reparação de danos

Por Canindé Online 07/08/2018 - 00:16 hs
Foto: Reprodução/TV Globo

Em consulta minuciosa no site do Tribunal de Contas do Ceará exercício financeiro de 2017 e 2018, é possível observar que não há nenhum registro de pagamento ou empenho em nome do proprietário da União Brasileira de Divulgação (UBD) ou da empresa.

A UBD foi denunciada neste domingo (05) no programa fantástico da TV Globo, onde revelou um esquema de vendas de diplomas e medalhas de melhores prefeitos, vereadores e secretários municipais do Brasil. A denúncia será investigada pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul que revelou ainda que prefeituras pagaram com verbas públicas a empresa denunciada na matéria.

Durante a reportagem investigativa, a produção do fantástico conseguiu incluir um jumento de nome Precioso na lista dos supostos cem melhores prefeitos do país ao negociar com o diretor da UBD, Fernando Vieira da Cunha.

Segundo a reportagem a empresa União Brasileira de Divulgação de Pernambuco, também usa o pretexto de organizar seminários para oferecer premiações a políticos. Para demonstrar a falta de critérios na concessão dos títulos de “gestor nota 10”, a equipe negociou a compra de diploma e medalha a um jumento, o Precioso, de Paulista (PE). O custo da honraria foi de R$ 1.480.

A compra da honraria foi feita por meio de troca de mensagens.

Precioso, então, foi convidado a receber a medalha de mérito e o diploma Gestor Nota 10 em outro encontro, desta vez em um hotel de Recife (PE). Ele teria sido aprovado em saúde, infraestrutura, educação, assistência social e transparência pública. Convidado pelo repórter a entregar o diploma no lado de fora do hotel, Cunha deparou com o jumento. Questionado se sentia vergonha em conceder um diploma ao animal, disse:

— Não, porque esse aqui carregou Jesus Cristo, ou não?

A prefeita de Canindé, Rozário Ximenes e mais 53 prefeitos do Ceará receberam a premiação. Apesar da prefeitura não ter custeado o diploma, opositores aproveitaram o momento para atacar a gestora e dizer que a mesma usou dinheiro público para comprar a premiação, o que foi verificado pela nossa reportagem que não constatou nenhum pagamento. No final da noite desta segunda-feira (06), a prefeita divulgou uma nota oficial onde esclarece com detalhes e diz que vai processar a empresa por ter sido lesada e vítima de um golpe feio e sujo.

Por meio de nota, o instituto informou que não comercializa medalhas e diplomas de mérito, nem certificados de participação em seus seminários, que são emitidos, apenas, àqueles participantes presentes em pelo menos 75% dos seminários.

Confira a nota divulgada pela Prefeita de Canindé

A MENTIRA SE COMBATE COM A VERDADE

Amigos, estou aqui para esclarecer uma situação bastante desagradável em que me vi envolvida. Tal esclarecimento se dará falando a verdade dos fatos, de forma bem transparente irei dizer como tudo aconteceu.

Logo no início do ano fui comunicada que havia sido realizada uma pesquisa de opinião pública por telefone, onde o resultado afirmava que nossa administração tinha recebido aprovação de grande parte da população canindeense. Tal pesquisa havia sido feita pelo Instituto Tiradentes, de Minas Gerais, que iria promover uma entrega das medalhas aos prefeitos bem avaliados em Recife. Até aí, nenhum problema, afinal, toda nossa administração se esforça diariamente para bem servir o povo, e receber uma boa aprovação era sinal de comemoração.

A partir daí confirmamos a participação no evento, no qual fui acompanhada somente pela minha filha mais nova, onde fiz questão de arcar com recursos próprios as despesas de seu deslocamento comigo. O evento ocorreu, recebi a medalha e voltei para Canindé feliz.

Quando neste domingo, sou surpreendida com uma reportagem onde denunciava que o instituto que realizou o evento era fraudulento, que o único objetivo era arrecadar recursos a partir da inscrição dos prefeitos. Uma situação bastante constrangedora, onde sequer consegui dormir durante a noite, envolvida por um sentimento de revolta com tamanho descaramento por parte daqueles senhores que armaram todo este circo, fazendo centenas de cidadãos brasileiros, pais de famílias e gestores públicos de VÍTIMAS DE UM GOLPE FEIO E SUJO.

Aos amigos, afirmo que não irei compactuar com tamanha sujeira e mentira, irei devolver o certificado fraudulento que recebi, entrarei com ação de reparação de danos contra os impostores criadores do golpe, e irei propor junto à Associação de Prefeitos do Estado do Ceará - APRECE, um outro processo conjunto dos 54 prefeitos cearenses lesados, contra esses bandidos que tentaram sujar a imagem de centenas de municípios de todo o Brasil.

Neste momento me sinto vítima de um jogo sujo e baixo daqueles que tentam a todo custo angariar recursos de forma ilícita, e como uma uma mulher séria, mãe de família, que não concorda com coisas erradas e tem um nome a zelar, irei buscar meus direitos e fazer com que paguem pelo golpe aplicado.

Deixando um pouco a revolta e o sentimento de enganação de lado, afirmo que não é uma situação dessa que irá tir o brilho e apagará o grande trabalho que temos realizado por Canindé. O maior certificado que tenho recebido são os abraços, as palavras de força, agradecimento e os parabéns que os canindeenses me enviam diariamente.

Eis a verdade dos fatos. O trabalho continua, e o reconhecimento vem e sempre virá do povão de Canindé.

Rozário Ximenes
Prefeita de Canindé -CE